O programa, que faz parte do Plano de Metas 2019-2020 da municipalidade, inclui atividades esportivas, culturais, integrativas e brincadeiras nos finais de semana nas ruas da cidade.

O Supremo Tai Chi Chuan, através de sua instrutora responsável Valéria Sanchez, sempre teve como um de seus compromissos difundir a prática do Tai Chi Chuan, estilo tradicional da Família Yang, entre o maior número possível de pessoas. Em seus mais de 20 anos de atividade, além dos cursos regulares em seu espaço, vem levando essa arte milenar chinesa, de forma gratuita, a ruas, parques, praças e eventos com o Projeto Tai Chi para Todos.

Então, a oportunidade de participar do recém-lançado Projeto Rua da Gente, da Prefeitura de São Paulo, veio ao encontro de algo que está no DNA do Supremo, como núcleo regional da Sociedade Brasileira de Tai Chi Chuan e escola afiliada internacional da Família Yang: a popularização da prática do Tai Chi Chuan, para que cada vez mais pessoas possam usufruir dos seus benefícios, que vão muito além da dimensão física, incluindo também a mental e emocional.

O novo projeto da prefeitura paulistana visa estimular a ocupação do espaço público com atividades esportivas e brincadeiras gratuitas, sempre aos sábados e domingos, em diversas ruas da capital. Oferece quatro tipos de atividades, selecionadas para atender uma grande quantidade de público, com interesses, idades e perfis diferentes: práticas esportivas; praticas corporais; práticas lúdicas; e práticas integrativas e complementares. É nesta última categoria que entra o Tai Chi Chuan.

A convite do IMELC – Instituto Movimento ao Esporte Lazer e Cultura, responsável pela operacionalização do projeto, o Supremo e seus instrutores já estiveram, desde o lançamento do Rua da Gente, no início de setembro, nas zonas Norte, Sul, Leste e Oeste da cidade de São Paulo, levando vivências de Tai Chi Chuan e também de Chi Kung para pessoas que, na maioria das vezes, nunca haviam tido contato com essas práticas, o que é muito estimulante.

Nos quatro cantos da cidade, e para todos os públicos.

Esses são alguns locais que já foram palco dessas atividades: Rua Kandinsky, na Vila Moraes; Rua José Antonio da Silva, na região da Vila Sabrina/Vila Guilherme; Praça Wilson Moreira da Costa, na área do Rio Pequeno/Butantã; Praça Oslei, na região do Jardim Alto Alegre/São Matheus; Parque do Piquiri, na região do Tatuapé/Moóca; Praça Irani Ferreira Silva, em Cidade Antônio Estêvão de Carvalho/Itaquera; Praça Maruzan Dourado Silva, naVila Gilda/M´Boi Mirim; Praça Padre Nelson José Sigrist, no Aricanduva; Praça Piscinão, na Cidade Ademar; Rua Mario Cardim, na Vila Mariana; e Praça Cemitério, na Vila Nova Cachoeirinha.

As próximas vivências de Tai Chi Chuan e Chi Kung deste mês de outubro estão programadas para as seguintes datas e locais:
– 26.10.19: Praça Floriano Peixoto (Santo Amaro).
– 27.10.19: Praça Irmãos Karmam – Av. Sumaré, 1380 (Sumaré).
As atividades de novembro e dezembro ainda aguardam definição de locais.

O Projeto Rua da Gente contará com investimentos de R$ 2,5 milhões em 2019 e faz parte do Plano de Metas 2019-2020 da cidade. Estão previstas 320 edições, 100 delas em 2019 e 220 em 2020. Até o final deste ano, o projeto pretende atender 125 mil pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *